Featured Image

Causas da Disfunção Erétil – Centro Urologia | Recife

Em geral, as causas da disfunção erétil são orgânicas, relacionadas a problemas ou doenças que limitam o fluxo de sangue ao pênis. Veja algumas:

Diabetes – é uma das causas mais comuns da disfunção erétil, pois, como resultado da doença, nervos e vasos sanguíneos que controlam o fluxo de sangue para o pênis podem ser danificados. Doenças cardiovasculares – a disfunção erétil também pode ser um sinal de algum problema no coração.

Disfunções hormonais – causadas por doenças renais, hepáticas (no fígado) ou baixos níveis de testosterona. Uso de medicamentos que interferem nos impulsos nervosos ou no fluxo sanguíneo para o pênis – entre eles, antipsicóticos, antidepressivos, anti-hipertensivos, anticonvulsivantes, anfetaminas, antialérgicos (anti-histamínicos), hormônios, opiáceos e remédios para as doenças cardiovasculares e de Parkinson.

Alcoolismo – altera os níveis hormonais e pode causar danos nervosos permanentes.

Tabagismo – pode causar doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde, levando à impotência sexual. Traumas físicos e lesões neurológicas – fraturas, lesões medulares, defeitos congênitos, tumores na cabeça e acidentes vasculares cerebrais podem ser apontados como algumas das causas.

Priapismo – é um tipo de ereção prolongada, originada por outros motivos que não o desejo sexual, capaz de causar lesão do tecido. Cirurgias que interrompam o fluxo de sangue ou inibam terminações nervosas – é o caso de prostatectomia radical, cirurgia de próstata, intervenções intestinais que envolvam o reto e o períneo, operações de coluna vertebral, de bexiga, uretra ou para a doença de Peyronie (placa ou nódulo no pênis que prejudica sua elasticidade e, por consequência, dificulta a ereção).

Há, também, alguns fatores emocionais que podem contribuir com o aparecimento do problema, como ansiedade, depressão, fadiga, culpa, estresse, crise de relacionamento e expectativas com relação ao desempenho sexual.

(Fonte:De Volta ao Controle)