Métodos de tratamento de incontinência urinária

Muitos pacientes que têm incontinência urinária acreditam que nunca vão conseguir viver livres dos sintomas, o que não passa de mais um mito em torno desse distúrbio. Na verdade, a fisioterapia dispõe de exercícios para tratar a perda involuntária de urina. Exercícios para o fortalecimento do assoalho pélvico com Biofeedback associados ou não  a eletroestimulação, podem ser utilizados no tratamento da incontinência urinária de esforço. Esses métodos são capazes de melhorar em mais de 70% a perda involuntária de urina.

Ainda, existem medicamentos para alguns tipos de incontinência de urgência e a cirurgia também faz parte do arsenal terapêutico da incontinência por esforço. Assim sendo, a cirurgia não é a única opção para solucionar o problema, inclusive, há casos em que anos após o procedimento cirúrgico, sintomas da incontinência podem reaparecer, o que indica que os exercícios devem ser mantidos sempre para que a incontinência não volte a aparecer.

Isso quer dizer que é possível livrar-se totalmente da incontinência urinária, contudo, hábitos de vida saudáveis e exercícios de fortalecimento pélvicos não devem ser suspensos, uma vez que deixá-los de lado pode comprometer os resultados positivos obtidos por qualquer tratamento.