Vasectomia.

A vasectomia é um procedimento médico recomendada para os homens que não desejam uma gravidez. É uma cirurgia simples, realizada por um urologista, com anestesia local e tem duração de cerca de vinte minutos.

Na vasectomia, o urologista interrompe o canal que conduz os espermatozoides dos testículos até o pênis. Logo, na ejaculação os espermatozoides não são liberados, impossibilitando o óvulo de ser fecundado, evitando a gravidez.

O procedimento é bem simples, porém devido ao corte do canal, pode gerar inflamações e deixar a região mais sensível durante os primeiros dias. Após descansar por dois ou três dias, o paciente já pode voltar a realizar quase todas as atividades diárias, inclusive dirigir. As relações sexuais devem ser evitadas durante a primeira semana após a cirurgia, possibilitando que ocorra a cicatrização completa.

Ao realizar a vasectomia, não se observa risco de impotência, uma vez que o procedimento é realizado no escroto, não afetando o pênis nem os mecanismos de ereção . Ela também não apresenta qualquer risco ao prazer sexual do homem e não afeta sua produção de testosterona, hormônio responsável pela libido.

Antes de optar pela vasectomia, o homem deve estar certo da sua decisão de não ter mais filhos, uma vez que a cirurgia pode não ser reversível. O sucesso da cirurgia de reversão depende de cada caso, do tempo que passou desde a cirurgia e outros aspectos que podem variar muito.

A vasectomia não protege contra doenças sexualmente transmissíveis e para se prevenir de doenças como HIV, sífilis, gonorreia, HPV, entre outras, é necessário a utilização de camisinhas.